Espírito da época

Seu espaço para refletir sobre indústria cultural, religião e sociedade
Fotolia

 

Essa coluna é fruto de quase dez anos de ministério com a juventude cristã como professor de Ensino Religioso, Jornalismo e Teologia no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, e de pesquisas e leituras em meu doutorado, em andamento, no programa de Ciências da Religião da PUC-SP.

 

Nesse período, percebi as dificuldades crescentes da juventude cristã brasileira de relacionar sua fé e crenças com as demandas e perspectivas da cultura e da sociedade. Diante dessa teia de incertezas que é a relação entre cristianismo e cultura e da novidade de tendências socioculturais e midiáticas que surgem a cada instante, acredito que nossa geração precisa: (1) resgatar sua identidade religiosa; (2) identificar o espírito de sua época; e (3) com crítica e leitura de cenário discernir como deve se relacionar com a cultura e valores do seu tempo.

 

A ideia é retratar o espírito da época e do “presente século” – o zeitgeist, o genius seculi de nosso tempo – em suas afinidades e contrastes com os princípios do reino de Deus e a metanarrativa bíblico-cristã. O grande propósito desta coluna é contribuir para a formação de uma juventude cristã mais inteligente, convicta, autêntica e coerente, que entende a sociedade na qual vive, mas ainda assim se recusa a amar o “presente século” (2 Tm 4:10).

 

Boa leitura!

Autor: Allan Novaes - Publicado em: 10/05/2013 - Fonte: