Globosfera

Missões transculturais, profecias, longevidade e religiões exóticas
Carolyn Azo

Contagem regressiva

Para você tirar dúvidas e matar suas curiosidades sobre temas como a identidade do anticristo, quais são as sete últimas pragas descritas no Apocalipse, e como a Bíblia explica o fenômeno de falar línguas estranhas. A segunda edição da série de bate-papos com o pastor Luís Gonçalves está prevista para os dias 13 a 16 de agosto, através do site evangelismoweb.com. Durante quatro noites, você poderá mandar suas perguntas e interagir com o programa que vai ao ar, às 20h30, somente pela web. Em 2012, 84 mil internautas acompanharam o programa. Neste ano, você não pode ficar de fora!
 

Conexão na TV 

Agora você tem uma boa alternativa na TV para suas noites de segunda a quinta-feira. Desde maio, o programa Conexão Jovem da TV Novo Tempo (Sky 14) está sendo transmitido ao vivo ao longo da semana, às 19h30. A produção traz entrevistas, músicas e reportagens sobre o cotidiano dos jovens. Comportamento, mercado de trabalho, voluntariado, esportes radicais e espiritualidade costumam pautar o programa apresentado pela jornalista Luciana Santana e o publicitário Tiago Ramos (Chapolin). Você também pode acompanhar as edições anteriores através do blog novotempo.com/conexaojovem
 

Você vai?

Centenas de universitários do mundo todo vão desembarcar na Universidade Adventista Del Plata, no interior da Argentina, para trocar experiências de voluntariado e aprender como melhor servir em missões locais e transculturais. De 5 a 7 de setembro, o evento vai reunir os grandes acadêmicos da área de missiologia e gente que dedica a vida para levar o cristianismo até os confins da Terra. No ano passado, o encontro atraiu 700 estudantes, de 70 universidades e 31 países. As inscrições vão até 15 de agosto, e estudantes de fora da Argentina não pagam hospedagem e alimentação para ficar no campus. Para quem prefere acompanhar o congresso em casa, a transmissão será pela web: iwillgo.uap.edu.ar
 

Do exótico para o tradicional

Parece que a nova onda de Hollywood é deixar as religiões consideradas exóticas para voltar ao tradicional protestantismo histórico. Com 50 anos e mãe solteira de três filhos, Madonna disse não ter mais tempo para a busca infindável pelo desconhecido proposta pela Cabala. Ela decidiu tornar-se metodista depois de ter contato com a literatura da denominação num hotel e ser bem recebida por uma igreja local. Richard Gere abandonou o budismo tibetano para voltar para sua família espiritual da Igreja Reformada Unida. E Tom Cruise, ex-cientologista, está planejando passar um ano sabático na escola de formação do Exército de Salvação, em Milwaukee (EUA). 
 

O que você faria se...

Sua fé fosse questionada na roda de amigos, na casa da namorada ou em uma aula na escola ou faculdade? Dramatizar essas situações de maneira bem-humorada e que gere reflexão é o objetivo do canal Semper Fi no You Tube. A postura dos cristãos sobre balada, bebida alcoólica, drogas, alimentação, guarda do sábado e a existência de Deus são alguns dos temas debatidos. O nome do ministério vem do latim semper fidélis (sempre fiel). 
 

Vida longa começa pela boca

Os vegetarianos vivem mais do que os que comem carne. E não é conversa mole dos dieteticamente corretos não, é resultado de pesquisa científica. O estudo com mais de 70 mil adventistas dos Estados Unidos foi publicado em junho no jornal da Associação Médica Americana (jama.jamanetwork.com). Os pesquisadores acompanharam por seis anos os índices de saúde de grupos variados, dos que  praticavam o vegetarianismo estrito até os que comiam sem restrições. Resultado: o primeiro teve 12% menos mortes do que o segundo no período estudado. Ainda não se sabe por que os homens tiveram mais benefícios do que as mulheres com a dieta à base de vegetais. O certo mesmo é que os adventistas do sul da Califórnia estão entre as populações mais longevas do mundo e isso tem a ver com o estilo de vida saudável deles. Os centenários na cidade de Loma Linda já foram tema de capa da revista National Geographic e do livro The Blue Zones, de Dan Buettner. 
Autor: Wendel - Publicado em: 02/07/2013 - Fonte: