Globosfera

Tribos musicais, Facebook, vídeo criacionista, dicas de leitura
© Jaroslav Machacek / Fotolia

Diga-me o que escutas...

... e eu direi quem tu és. Esse é um dos insights que se pode ter ao olhar a pesquisa Tribos Musicais, realizada pelo Ibope Media. O estudo verificou o que a segmentação dos ouvintes de rádio por estilo musical mostra sobre o gênero, idade, classe social e hábitos de consumo desses grupos. O ritmo mais popular é o sertanejo (58%). A música gospel aparece em 7º lugar (29%) e o jazz/blues, em último, com 9%. Das 100 músicas mais tocadas nas rádios em 2013, 63% falavam sobre amor, 45% sobre sexo e 28% sobre festas e consumo. A pesquisa mostrou que a escolha do estilo tem a ver com a classe social: a elite tende a ouvir rock e MPB, a classe C gosta de sertanejo e pagode, e os mais pobres escutam funk e gospel. Os roqueiros são os mais informados, os funkeiros os mais consumistas e os religiosos os mais conservadores. Para 54% dos que escutam gospel, por exemplo, é mais importante cumprir o próprio dever do que aproveitar a vida. Foram entrevistadas 20 mil pessoas das principais capitais.
Fonte: Ibope Media

 

Efeito Orkut?

Os jovens estão deixando o Facebook ou, no mínimo, perdendo a empolgação com ele. Os números já mostravam esse fenômeno, tão comum nas redes sociais. Mas, agora, finalmente o declínio foi admitido pela empresa de Zuckemberg. A explicação estaria na teoria do papel social. Como cada um de nós exerce determinada função num contexto, fica difícil exercer dois papéis num ambiente compartilhado pela maioria dos nossos contatos (o FB tem 1,1 bilhão de usuários!). Os adolescentes, por exemplo, não se sentem à vontade de se expor numa plataforma em que os pais, os professores e até o cachorro estão espiando suas postagens. O mesmo acontece com os adultos no LinkedIn, rede social para profissionais, em que pega mal postar piadas e fotos pessoais. Resultado: em nome da privacidade e seletividade, os usuários têm optado por aplicativos como WhatsApp e Snapchat, e o já popular Instagram.
Fonte: G1.com e Folha.com

Boa companhia

Esses livros acabaram de sair do forno e prometem mexer com o público jovem em 2014. A Lógica da Fé reuniu grandes eruditos adventistas para responder 20 questões básicas sobre o cristianismo, como a confiabilidade da Bíblia, a possibilidade dos milagres, a existência do mal, a natureza da morte e o significado do sábado. Como um contraponto inteligente ao ceticismo e desconfiança de hoje, o livro mostra que a fé cristã não está baseada em achismos.

A compreensão dessa nova lógica proposta pelo cristianismo é o tema do livro Universo Paralelo. Na obra, um casal jovem e talentoso de médicos conta como descobriu o real sentido da vida e o verdadeiro amor. Daniela Kanno e Luiz Fernando Sella trocaram a fama e o sucesso de uma carreira promissora para servir na área da saúde preventiva. Uma história que comprova a ação de Deus na vida de quem decidiu deixar a miopia espiritual para enxergar o futuro com os olhos da fé.

Digitais do Criador

A Bíblia diz que a beleza e complexidade da natureza apontam para a existência do seu Criador. Inúmeros cientistas também têm enxergado planejamento em tudo o que nos cerca. Esse espanto do homem diante da grandiosidade do Universo é a linguagem utilizada no curta A Criação: A Terra é Testemunha. A produção de 27 minutos tem uma ideia simples, mas de impacto. A narração do texto de Gênesis é acompanhada de imagens da natureza de tirar o fôlego e de uma orquestração profissional. O vídeo faz parte de um projeto mais amplo da sede mundial da Igreja Adventista que conta com websérie (daretobelieve.com) e um livro gratuito (Beyond Imagination) sobre as origens. A produção já foi vista por 70 mil pessoas em nove países.

Ele voltará?

Quase metade dos norte-americanos (47%) acredita que Cristo vai retornar à Terra até 2050. Dos entrevistados, 28% acham que dificilmente Ele voltará nos próximos 40 anos; 10% têm certeza que isso não ocorrerá e 14% não sabem dizer. A crença no breve retorno de Cristo varia conforme o grupo religioso: os pentecostais são os mais confiantes (58%), seguidos pelos católicos (32%), protestantes históricos (27%) e os sem-igreja (20%). Ainda segundo a pesquisa de 2010 do Pew Research Center, os mais convictos têm menor grau de instrução e moram no Sul dos Estados Unidos. Há 150 anos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia tem na volta de Jesus sua principal mensagem. Seus quase 18 milhões de adeptos não sabem quando Cristo irá retornar (Mt 24:36), mas se preparam diariamente para encontrá-Lo (Mt 24:42). E você?
Fonte: Pew Research Center Survey (2010)

Lavagem cerebral

É isso mesmo. Enquanto você dorme, seu cérebro elimina toxinas. O lixo metabólico que é acumulado ao longo do dia é varrido com mais facilidade pelo líquido que permeia o cérebro quando os neurônios estão “descansando”. A descoberta foi feita no laboratório de cientistas da Universidade de Rochester (EUA) e publicada na revista Science. Os pesquisadores usaram uma técnica sofisticada de microscopia a laser para observar tecidos de camundongos. Uma das proteínas eliminadas na hora da limpeza foi a beta-amiloide – substância ligada ao mal de Alzheimer quando acumulada demais. Até aqui se sabia da importância do sono para a fixação da aprendizagem e a redução do estresse, mas agora temos evidências de que dormir é vital. Por isso, aproveitar a vida é também sinônimo de dormir bem.
Fonte: Folha.com
 

Autor: admin - Publicado em: 05/01/2014 - Fonte: